Quando você assumir suas frustrações

Sabe aquela semana normal: mesma rotina, mesmas pessoas, mesmo blá blá blá das redes sociais. Enfim… Nada de muito novo acontece e mesmo assim você sente uma angústia. Você pensa – não é nada, deve ser as influências da linda lua cheia que se apresentou ontem para alumiar o céu. Ou talvez o inverno interferindo no seu humor. Pode ser TPM, a falta de filhos ou apenas um dia ruim, porém, lá no fundo, você vem negando algo que lhe incomoda.

Talvez, aquela carreira que não deu tão certo quando você era criança , ou aquele grande amor que nunca chegou de verdade. Quem sabe seja a tão sonhada viagem para Europa que ainda não aconteceu por falta de grana, a falta de filhos ou de uma casa própria com área gourmet. Você então percebe que está de saco cheio de muita coisa, a maioria dos seus desejos ainda não aconteceu e o tempo urge em uma velocidade estrondosa.

Já sentiu algo parecido?

– Muito prazer, me chamo frustração.

A frustração surge quando algo esperado não ocorre. Quando as nossas expectativas não são preenchidas. Quando seus desejos não são realizados, ou suas metas não foram atingidas. Entretanto, assumir a frustração por sua vida não ser exatamente o que você gostaria que fosse, é necessário?

A primeira atitude é fazer as pazes com suas frustrações. Isso mesmo! Ao invés de falar na frente do espelho: “sua vida não está como você queria”, e de revoltar-se com tudo; é melhor abraçar suas frustrações, torná-las parte de você. E depois de passar o efeito letárgico e frustrante, fazer algumas reflexões:

Assumir as suas frustrações é um passo importante para criar um plano de ação para mudá-las.

Construímos decepções, às vezes, por uma vida inteira e queremos mudar tudo nos primeiros cinco minutos. Imediatismo só irá fazer você sentir-se mais incapaz e angustiado. Planeje sua mudança e trace seus objetivos!

O que controlo e o que não controlo. Você pode preparar-se para fazer a viagem dos meus sonhos, mesmo que precise juntar grana por mais de um ano. Também pode investir na sua carreira, com toda ajuda especializada que for possível. Isso você controla. Mas você não pode controlar se o amor da sua vida vai aparecer. Você não pode controlar aquilo que não depende única e exclusivamente de você, mas pode fazer a sua parte ao conhecer alguém, certo?

Somos motivados pelos nossos sonhos e metas. Caso alguns não derem certo, por que não criar outros? Dizem que não se pode ter tudo na vida, mas isso não significa que não possamos ter muitos sonhos realizados.

A grama do vizinho não é necessariamente mais verde. Temos o péssimo hábito de achar que o “do outro” é sempre melhor “que o nosso”. Desde a infância, o brinquedo do coleguinha parece mais colorido e mais divertido que o nosso. Pura ilusão! O importante é saber lidar com as várias situações que a vida nos impõe. Quantas estrelas famosas, lindas e cheias de dinheiro têm problemas sérios com depressão, álcool ou drogas? A vida de ninguém é perfeita. Então, não se compare com ninguém. Seja o melhor dentro das possibilidades que você tem.

Inspire-se nos bons exemplos. Histórias, notícias, atitudes de gente que passou por frustrações vai ensinar-lhe muito sobre decepção. Aprenda com os vencedores, com as pessoas que deram a volta por cima. As pessoas que desceram às situações mais complexas e conseguiram ascender. Aprenda com os bons exemplos. Pode ser sua vizinha, sua colega de trabalho ou até mesmo um artista. Não precisa ser com o CEO que construiu as empresas mais ricas do mundo. Seja realista com você!

Sou mais forte que isso. Cotidianamente, temos pequenas frustações: o horário atrasado para ir ao médico, o amigo que não lhe devolveu a grana emprestada e a ligação da paquera não recebida, não deixe isso lhe derrubar.

A frustração é uma condição humana. Mas uma coisa tem que estar clara na sua cabeça para as pequenas e grandes frustrações da vida: a sua automotivação! Entender que ser forte é também ter momentos de fragilidade. É ter consciência que ideias, fatos inesperados, surpresas e bons acontecimentos também surgem. É saber que você tem inteligência e que um pouco mais de esforço poderá fazer muitas mudanças na sua vida.

Entender que você precisa conciliar os sentimentos de frustação, reconhecimento, planejamento e automotivação. Você só será uma pessoa frustrada se enxergar-se como tal, pois se ainda está respirando, tem uma incrível capacidade de realização. Não existe melhor sentimento que esse. Reconheça suas frustações, mas não as aceite como verdade. Tudo é mutável, especialmente, sua vida e você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *